Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

O arcebispo de Jerusalém critica ‘o preconceito israelense contra as instituições palestinas’

O Chefe da Diocese de Sebastia da Igreja Ortodoxa Grega em Jerusalém, Arcebispo Atallah Hanna, dezembro de 2020 [Monitor do Oriente Médio]

O Arcebispo Atallah Hanna condenou ontem o que descreveu como “decisões israelenses arbitrárias e injustas contra as instituições civis palestinas”.

Referindo-se a um anúncio recente das autoridades israelenses, no qual nomearam seis organizações civis palestinas proeminentes como “grupos terroristas”, Hanna disse à mídia estrangeira que os grupos de direitos humanos eram “instituições palestinas nacionais e humanitárias que servem ao povo palestino e sua justa causa. ”

“Aqueles que afligiram e deslocaram nosso povo deveriam ser chamados de terroristas, não aqueles que estão defendendo a Palestina e seu povo oprimido”, enfatizou Hanna. “O povo palestino ainda está sofrendo as consequências das queixas israelenses até hoje”, acrescentou.

O arcebispo exortou as instituições internacionais de direitos humanos a “rejeitar as medidas da ocupação que visam chantagear direitos e grupos civis”.

“Rejeitamos essas decisões arbitrárias e essas instituições continuarão a cumprir sua missão de servir ao nosso povo”, reiterou Hanna.

Hanna serviu como chefe da Diocese de Sebastia da Igreja Ortodoxa Grega em Jerusalém desde 2005. Ele usou sua posição de liderança para defender a unidade palestina em todas as suas manifestações.

LEIA: Cristãos na Palestina ocupada estão sob ameaça, alerta relatório

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments