Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Iraque recebe 1.400 recursos contra resultados eleitorais

Funcionários da comissão eleitoral contam os votos após as eleições em Bagdá, Iraque, em 13 de outubro de 2021 [Murtadha Al-Sudani/Agência Anadolu]

A Alta Comissão Eleitoral Independente do Iraque disse ontem que recebeu quase 1.400 apelações contestando os resultados eleitorais.

O presidente da comissão, o juiz Jalil Adnan Khalaf, disse que todos os 1.400 recursos seriam analisados ​​e as seções eleitorais onde irregularidades forem encontradas serão reabertas para uma recontagem manual dos votos com representantes dos candidatos concorrentes presentes.

“A Comissão Eleitoral continuará analisando recursos com o mesmo mecanismo e procedimentos nos próximos dias até que todos sejam concluídos”, acrescentou.

O juiz Khalaf enfatizou que a Comissão Eleitoral visa proteger o voto de todos.

Nos últimos dois dias, Bagdá e outras províncias do sul do país testemunharam protestos esporádicos de grupos que rejeitaram os resultados das eleições antecipadas.

Na semana passada, as forças xiitas alertaram que prosseguir com os resultados ameaça a paz civil no país, aumentando o temor de uma possível eclosão de hostilidades.

Na terça-feira, a Comissão Eleitoral anunciou que o Judiciário rejeitou todos os 1.360 recursos interpostos contra o anúncio parcial preliminar dos resultados.

De acordo com os resultados preliminares, o bloco Sadr afiliado ao líder xiita Muqtada Al-Sadr recebeu o maior número de assentos, 73 de um total de 329. Uma coalizão não precisará ser formada para garantir os 165 assentos necessários para formar um governo.

LEIA: Iraque sofre a mais baixa participação dos eleitores

Categorias
IraqueNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments