Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Forças iraquianas pró-Irã classificam os resultados das eleições legislativas preliminares como ‘fraude’

Funcionários da comissão eleitoral começam a contar cédulas em uma mesa de votação após o término das eleições gerais antecipadas em Bagdá, Iraque, em 10 de outubro de 2021 [Ayman Yaqoob/Agência Anadolu]
Funcionários da comissão eleitoral começam a contar cédulas em uma mesa de votação após o término das eleições gerais antecipadas em Bagdá, Iraque, em 10 de outubro de 2021 [Ayman Yaqoob/Agência Anadolu]

Partidos xiitas leais ao Irã denunciaram ontem os resultados das eleições legislativas iraquianas, descrevendo-os como “manipulação” e “fraude”.

A Fateh Alliance, que representa as poderosas Forças de Mobilização Popular (PMF, na sigla em inglês), registrou um declínio significativo nos resultados das pesquisas, apesar de permanecer um ator inevitável na cena política iraquiana.

“Rejeitamos os resultados anunciados e tomaremos todas as medidas disponíveis para evitar a manipulação dos eleitores”, disse a estrutura de coordenação das forças xiitas, incluindo a Aliança Fatah e a coalizão do ex-primeiro-ministro Haider Al-Abadi, em um comunicado.

“O que aconteceu nas eleições representa a maior fraude da história moderna”, disse Abu Ali Al-Askari, porta-voz das Brigadas do Hezbollah iraquiano, uma das facções de mobilização popular mais influentes.

O movimento sadrista, liderado pelo clérigo xiita Muqtada Al-Sadr, anunciou que estava à frente nos resultados com mais de 70 assentos dos 329 disponíveis.

As pesquisas registraram uma baixa participação de apenas 41%, de acordo com a comissão eleitoral, a menor desde 2005.

LEIA: Partido do clérigo xiita Sadr lidera eleições parlamentares no Iraque

Categorias
IrãIraqueNotíciaOriente Médio
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments