Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel ataca palestinos em protesto contra atos racistas em Jerusalém

Palestinos protestam contra violações de extremistas judeus à comunidade islâmica, no Portão de Damasco, na Cidade Velha de Jerusalém

Neste sábado (19), forças israelenses agrediram palestinos que protestavam contra violações de extremistas judeus descritas pelos muçulmanos como blasfêmia ao Profeta Muhammad.

As informações são da agência Anadolu.

Os palestinos pretendiam reunir-se no Portão de Damasco, na Cidade Velha de Jerusalém Oriental ocupada, para protestar contra ofensas islamofóbicas proferidas durante as recentes manifestações realizadas por colonos israelenses.

LEIA: Lista Conjunta pede fim de atos provocativos da extrema-direita israelense

Forças de Israel avançaram contra os palestinos com cassetetes, bombas de efeito moral e canhões de água. Alguns manifestantes foram detidos, incluindo duas mulheres.

Em 15 de junho, grupos da extrema-direita israelense conduziram a chamada Marcha da Bandeira, em direção ao complexo de Al-Aqsa, sob escolta policial da ocupação. A multidão entoou canções de insulto ao Islã e slogans racistas, como “Morte aos árabes”.

LEIA: Hamas e as ferramentas demonizadoras de Israel

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestinaVídeos & Fotojornalismo
Show Comments
Show Comments