Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

EUA retomam assistência a palestinos e darão US$ 235 milhões em ajuda

Presidente dos Estados Unidos Joe Biden, em Washington DC, 5 de fevereiro de 2021 [Chip Somodevilla/Getty Images]
Presidente dos Estados Unidos Joe Biden, em Washington DC, 5 de fevereiro de 2021 [Chip Somodevilla/Getty Images]

O governo dos Estados Unidos anunciou que planeja fornecer 235 milhões de dólares em ajuda aos palestinos, reativando fundos para a agência de refugiados das Nações Unidas e restaurando outras formas de assistência suspensas pelo então presidente Donald Trump.

O pacote, que inclui ajuda humanitária, econômica e para o desenvolvimento, foi detalhado pelo secretário de Estado, Anthony Blinken, como parte de um esforço para consertar os laços dos Estados Unidos com os palestinos, que quase se romperam durante a gestão de Trump.

Ele marca a medida mais significativa do presidente democrata Joe Biden, desde que tomou posse, em 20 de janeiro, no que diz respeito à promessa de anular alguns componentes da abordagem de seu antecessor republicano que os palestinos criticaram por considerarem altamente favoráveis a Israel.

LEIA: Os EUA clamam por ‘tratamento igual’ para palestinos e israelenses, dentro do compromisso desigual de dois Estados

O plano prevê 150 milhões a serem canalizados pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur), 75 milhões de dólares de assistência norte-americana para economia e desenvolvimento e 10 milhões de dólares para programas de fomento da paz.

O novo governo já havia prometido reativar centenas de milhões de dólares de assistência e trabalhar pela reabertura da missão diplomática dos palestinos em Washington.

Publicado originalmente na Agência Brasil

Categorias
Ásia & AméricasEstados UnidosNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments