Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

‘É impossível subornar novo promotor’, diz ex-promotor do TPI

O novo promotor-chefe da TPI, Karim Khan, em Bagdá, em 27 de julho de 2019. [Sabah Arar/AFP via Getty Images]
O novo promotor-chefe da TPI, Karim Khan, em Bagdá, em 27 de julho de 2019. [Sabah Arar/AFP via Getty Images]

Nick Kaufman, ex-promotor do TPI, enfatizou ontem que é impossível oferecer suborno ao promotor do novo tribunal internacional, Karim Khan, disse a Army Rádio de Israel.

Kaufman reiterou que se engana quem pensa que é possível subornar ou comprar o novo procurador do TPI, Karim Khan. Isso ocorre no momento em que o TPI abre uma investigação sobre crimes israelenses na Cisjordânia, Faixa de Gaza e Jerusalém Oriental.

Comentando sobre o levantamento das sanções impostas pelo governo dos EUA à promotora de saída do TPI, Fatou Bensouda, Kaufman disse: “Essa é uma mensagem de que a solução é o diálogo com o tribunal, mas o governo [israelense] ignora essa realidade”.

Ele acrescentou: “Não estou exagerando se disser que é necessário adiar a tomada de uma decisão sobre essa questão para depois da formação de um novo governo [israelense], uma vez que é uma decisão complexa do ponto de vista político e jurídico”.

Ao acessar o Twitter ontem, Kaufman disse que “a reunião do Gabinete de Israel foi adiada sem uma decisão sobre como responder à carta-convite do @IntlCrimCourt Prosecutor #Bensouda #deferral emitida de acordo com o Art.18 do #RomeStatute”.

LEIA: Israel quer adiar inquéritos de Haia sobre crimes de guerra

Categorias
Ásia & AméricasEstados UnidosIsraelNotíciaOrganizações InternacionaisOriente MédioPalestinaTPI
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments