Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Líbano convoca embaixador alemão após Berlim banir o Hezbollah no país europeu

Georg Birgelen, embaixador da Alemanha em Beirute, em 7 de maio de 2019 [Centro para Engajamento Civil e Serviços Comunitários - CCECS/Facebook]

O Ministro de Relações Exteriores do Líbano Nassif Hitti convocou ontem (5) o Embaixador da Alemanha em Beirute, Georg Birgelen, para prestar esclarecimentos sobre a decisão de Berlim de banir as atividades do Hezbollah no país europeu.

Segundo a agência de notícias estatal libanesa NNA, Hitti destacou que o Hezbollah “é um componente político majoritário no Líbano, que representa um grande segmento do povo libanês e faz parte do parlamento do país.”

O embaixador alemão, entretanto, alegou que a decisão foi tomada já há algum tempo, mas que entrou em vigor apenas recentemente.

LEIA: Irã critica Alemanha por criminalizar o Hezbollah

Na última quinta-feira (30), a Alemanha designou o Hezbollah como “organização terrorista xiita”, à medida que forças de segurança alemãs invadiam mesquitas e associações ligadas ao grupo por todo o país.

Segundo a agência de inteligência alemã – Ofício Federal para Proteção da Constituição (BfV) –, há cerca de 1.000 membros do Hezbollah em atividade na Alemanha.

Em 2013, a União Europeia baniu o braço armado do Hezbollah de seus territórios, mas resistiu à pressão dos Estados Unidos e Israel para banir o grupo como um todo.

Categorias
AlemanhaEuropa & RússiaLíbanoNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments