Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Forças israelenses abrem fogo contra pescadores e fazendeiros de Gaza

Protesto palestino durante o 73° aniversário da Nakba, em Ramallah, Cisjordânia ocupada, 16 de maio de 2021 [Issam Rimawi/Agência Anadolu]

A Marinha de Israel novamente abriu fogo contra pescadores palestinos no norte da Faixa de Gaza sitiada, na manhã desta quinta-feira (23). Não há confirmação de baixas.

Segundo correspondente da agência de notícias Wafa, os pescadores palestinos navegavam na costa de al-Sudaniya e al-Waha, quando foram atacados por metralhadoras e forçados a deixar o trabalho e voltar para a casa.

Segundo a Associação de Pescadores Palestinos, cerca de quatro mil palestinos de Gaza trabalham no setor, com uma rede de dependentes equivalente a 50 mil pessoas.

LEIA: Sem eletricidade, aldeias palestinas aprendem a viver com energia solar

Organizações de direitos humanos descrevem a profissão como perigosa, devido ao consistente assédio das tropas israelenses nos mares de Gaza.

Em incidente paralelo, tanques e tratores israelenses invadiram o sul do território costeiro e dispararam gás lacrimogêneo e munição real contra os palestinos.

O exército da ocupação costuma atacar e aplainar terras agrárias ao redor da cerca de fronteira com o território designado Israel — isto é, ocupado durante a Nakba ou “catástrofe”, mediante limpeza étnica, em 1948. Colheitas são frequentemente danificadas ou destruídas.

Além disso, forças da ocupação costuma despejar materiais tóxicos para degradar os campos palestinos e expulsar os produtores agrários de suas terras.

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments