Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

‘Vamos fornecer um empréstimo de US$ 115 milhões à Tunísia para monitorar o roteiro para devolver a ordem constitucional’, afirma embaixador da Alemanha

Embaixada da Alemanha na Tunísia - Embaixador Peter Prügel [@TOLOnews/Twitter]

A Embaixada da Alemanha na Tunísia anunciou na sexta-feira que o embaixador, Peter Prügel, confirmou, durante uma conversa com o ministro das Finanças da Tunísia, Sihem Boughdiri Nemsia, o pagamento de um empréstimo de US$ 115 milhões pelo Banco de Desenvolvimento alemão KfW, acordado em 2020.

Em um comunicado no Facebook, a embaixada indicou que a Alemanha: “Recompensa a Tunísia através do desembolso de ‘financiamento de reforma’ para implementar reformas nos setores bancário e financeiro, que foram previamente acordadas como parte da Parceria de Reforma Alemanha-Tunísia”.

A embaixada afirmou que o objetivo das reformas é “melhorar a inclusão financeira e o acesso a serviços financeiros para pequenas e médias empresas como pré-requisito para o crescimento econômico inclusivo e o emprego na Tunísia”.

A embaixada também destacou que o empréstimo “é uma expressão da posição da Alemanha ao lado da Tunísia, especialmente em tempos críticos”.

Citou, ainda, o embaixador reiterando que: “a decisão de emprestar foi tomada com base na confiança de que o roteiro elaborado pelo presidente da República abrirá caminho para o retorno à ordem constitucional e à restauração das conquistas democráticas no país”.

LEIA: Decreto presidencial restringe ‘privilégios’ do judiciário da Tunísia

O embaixador destacou também “a declaração do Alto Representante em nome da União Europeia em 16 de dezembro de 2021, em que sublinhou a importância de respeitar os direitos humanos e fundamentais de todos os tunisinos, bem como garantir a separação de poderes e o estado de direito no país”.

Prügel afirmou que seu país “acompanhará de perto os desenvolvimentos futuros por meio de uma estreita cooperação com seus parceiros europeus e outros internacionais” e que está “pronto para continuar apoiando a consolidação da democracia tunisiana”.

O presidente da Tunísia, Kais Saied, está fazendo o país sangrar [Sabaaneh/Monitor do Oriente Médio]

Categorias
ÁfricaAlemanhaEuropa & RússiaNotíciaTunísia
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments