Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Resistência palestina e cerco egípcio à Gaza serão destaques do Fórum Social das Resistências, dia 28

Manifestações pela Palestina livre sempre ocuparam as mesas e as marchas do Fórum Social Mundial. A foto acima é do FSM 2003, em Porto Alegre. [ Secretaria Internacional do FSM]

O Monitor do Oriente Médio participará, entre 27 e 30 de janeiro,com entidades que atuam no campo da resistência palestina, do Fórum Social das Resistências virtual 2022. Devido à pandemia, o evento físico foi transferido para o final de abril, mas as principais atividades de janeiro foram mantidas nas datas originais e  transferidas das inúmeras instalações físicas que estavam sendo preparadas em  Porto Alegre para as plataformas de internet. A resistência palestina é um dos destaques confirmados, tema de convergência entre organizações inscritas, com mesas e debates.

Pela manhã do dia 28, o diretor do MEMO, Ahmad Alzoubi, participará de uma das mesas montadas pela convergência de lutas contra o imperialismo, que abordá diferentes aspectos do enfrentamento às políticas hegemônicas dos Estados Unidos no mundo.  Jornalista, Alzoubi dividirá a mesa com Socorro Gomes, do Conselho Mundial da Paz; Atílio Borón, cientista político pela Universidade de Harvard; Ualid Rabah, presidente da Federação Árabe Palestina (Fepal); e Jones Manuel da Silva, historiador da Fundação Dinarco Reis. O debate será mediado pelo presidente nacional do Cebrapaz, Jamil Murad, e pela presidente  do Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Sul (Sindjors), Vera Daisy Barcellos.

Atividade programada para a manhã do dia 28 de janeiro de 2022, no Fórum social das Resistências [Convergência pela Palestina]

Um dos focos do Memo nessa discussão será o esforço de articulação palestina entre a resistência que ocorre nos territórios ocupados e a solidariedade ativa dos palestinos na diáspora, enorme contigente que se espalhou pelo mundo desde a Nakba, com a expulsão de habitantes para instalação de Israel nas terras ocupas.

LEIA: Pandemia provoca adiamento de fóruns sociais conjuntos em Porto Alegre. Janeiro mantém programação online

O debate com autores do livro lançado no final de 2021 pela Editora MEMO, “Sem caminhos para Gaza”, previsto para ocorrer na Casa de Cultura Mário de Andrade, na tarde de 28 de janeiro,  também passou para a plataforma zoom, e transmissão pelos canais do Monitor do Oriente Médio.

O livro relata a experiência dos documentaristas Renato Costa, Rodrigo Campos e Lucas Bonatto Diaz ao tentar chegar a Gaza, que está cercada por Israel, fazendo a travessia pelo Egito. Mas foi aí que descobriram, em situações de todo tipo, o papel do Egito em proteger o cerco e manter os habitantes bem separados do mundo.

Atividade da tarde de 28 de janeiro de 2022 no Fórum Social das Resistências [Monitor do Oriente Médio]

Pelo que passaram, o livro Sem Caminhos para Gaza é descrito no subtítulo como “uma crônica de aventura e fraude sob o bloqueio egípcio”.

Um pouco dessa aventura será relatada pelos autores na live que ocorrerá às 16 horas do dia 28, que poderão dialogar e debater com o representante do Fórum Latino-Palestino, Omar Abdullah, a vice-presidenta da Fepal, Fátima Ali, e a editora do Monitor do Oriente Médio, Rita Freire.

As duas atividades serão transmitidas pelos canais do Monitor do Oriente Médio e das organizações participantes.

LEIA: Sem caminhos para Gaza: o papel do Egito na manutenção do cerco e opressão do povo palestino

Categorias
ÁfricaAmérica LatinaÁsia & AméricasBrasilCoronavírusEgitoIsraelNotíciaOriente MédioPalestinaVídeos & Fotojornalismo
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments