Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel ordena demolição de mesquita, casas e rede de energia em Jerusalém ocupada

Trator israelense destrói casa do cidadão palestino Ahmed Obaid, no bairro de Issawiya, Jerusalém Oriental, em 22 de junho de 2021; Obaid teve de pagar pela demolição [AHMAD GHARABLI/AFP via Getty Images]

Autoridades israelenses emitiram nesta quinta-feira (13) uma decisão para demolir uma mesquita em obras no bairro de Issawiya, na porção nordeste de Jerusalém ocupada.

Fontes locais relataram à rede Alqastal que a ordem foi deferida pela prefeitura israelense de Jerusalém, com previsão para demolir a Mesquita de al-Taqwa dentro de 15 dias.

Segundo as informações, a terra de 300 m² na qual a mesquita é construída foi abandonada pelas autoridades da ocupação. Em outra ocasião, Israel ordenou a suspensão das obras.

Além da mesquita, a prefeitura israelense notificou residentes palestinos sobre a demolição de duas casas e da rede de eletricidade na aldeia de Beit Dajan, a leste de Nablus.

O exército da ocupação conduz demolições frequentes por todo o território ocupado de Jerusalém e da Cisjordânia, a fim de construir novos assentamentos exclusivamente judaicos, considerados ilegais pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela lei internacional.

Em agosto, as forças israelenses demoliram, coagiram residentes a demolir ou confiscaram ao menos 118 estruturas palestinas na região. A campanha deslocou 191 cidadãos nativos, incluindo 116 crianças, e afetou a subsistência e o acesso a serviços de quase 1.400 pessoas.

LEIA: Plantar árvores no Negev não é sobre ‘meio ambiente’, mas sim limpeza étnica

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments