Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel congela projeto de assentamento que indignou os EUA

Máquinas pesadas são vistas no Aeroporto Internacional de Jerusalém, também conhecido como Atarot em Jerusalém, em 25 de novembro de 2021 [Mostafa Alkharouf/Agência Anadolu]
Máquinas pesadas são vistas no Aeroporto Internacional de Jerusalém, também conhecido como Atarot em Jerusalém, em 25 de novembro de 2021 [Mostafa Alkharouf/Agência Anadolu]

O município de ocupação israelense de Jerusalém congelou ontem os planos de construir um grande assentamento somente para judeus nas terras de um antigo aeroporto palestino na Jerusalém Oriental ocupada, informou a mídia local.

De acordo com o Times of Israel, a equipe do Comitê de Planejamento do Distrito de Jerusalém foi convocada para preparar o plano para a aprovação final do projeto de assentamento de Atarot, que irritou a administração dos Estados Unidos.

No entanto, a equipe concluiu que seria feito um levantamento para determinar o impacto ambiental da obra, que deverá ser composta de 9.000 assentamentos. Espera-se que isso leve um ano.

Os EUA consideraram esse projeto prejudicial ao processo de paz devido à sua magnitude e localização pretendida no coração de um centro populacional palestino, disse o Ynet News.

“Esperemos que eles usem o tempo para entender o quão ilógico é esse plano para o desenvolvimento de Jerusalém e o quanto ele prejudica as chances de paz”, disse ontem Hagit Ofran, da ONG israelense Peace Now.

LEIA: Os EUA dão tempo a Israel para anexar a Cisjordânia, acusa Palestina

Categorias
Ásia & AméricasEstados UnidosIsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments