Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Professora palestina é semifinalista do ‘Nobel da Educação’

Professora palestina Nesreen Qutainah [Nesreen Qutainah/Facebook]

O Ministério da Educação da Palestina confirmou que Nesreen Qutainah, professora de ciências e matemática em uma escola primária para meninas na cidade de Hebron (Al-Khalil), Cisjordânia ocupada, foi escolhida como semifinalista do Prêmio Global de Ensino 2021.

A premiação — conhecida como ‘Nobel da Educação’ — concede US$1 milhão ao vencedor.

Em seu sétimo ano, trata-se de uma parceria entre a Fundação Varkey, sediada em Londres, e a Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura — Unesco.

Nesreen relatou aos organizadores que o covid-19 impôs enormes desafios à educação. Contudo, superou as barreiras ao produzir videoaulas online, além de cartilhas com atividades interativas e cartuns educativos, para estudantes sem acesso à internet.

“Quando iluminamos uma mente, trazemos à vida uma pessoa”, reiterou a professora palestina.

Nesreen insiste no combate a estereótipos e nos estímulos à criatividade das crianças e jovens, como princípios fundamentais da pedagogia e do aprendizado

Métodos lúdicos são fundamentais para sua abordagem, a fim de enfrentar dificuldades de ensino e envolver os alunos. Nesreen pede às crianças para criarem histórias com base no que aprenderam em ciências e ensina canções sobre matemática, por exemplo.

LEIA: ‘ A equipe palestina era popular na Vila Olímpica’

“Se quisermos construir um mundo melhor pós-pandemia, devemos priorizar garantir a toda e cada criança seu direito nato a uma educação de qualidade”, acrescentou. “É a próxima geração, com professores como guia, que garantirá um futuro a todos nós”.

Nesreen é certificada como Professora Inovadora pela Microsoft e treina educadores de outros países árabes para utilizar a tecnologia a favor da educação.

Em 2019, Nesreen foi condecorada como Melhor Profissional de Ensino da Palestina. No último ano, recebeu o Prêmio Conquista e Excelência por Apoio à Educação.

Marwan Awartani, ministro palestino responsável pela pasta, parabenizou Nesreen por suas conquistas, apesar das dificuldades enfrentadas pelos professores palestinos devido à ocupação israelense e à pandemia de coronavírus.

Categorias
IsraelNotíciaOrganizações InternacionaisOriente MédioPalestinaUnesco
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments