Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Parlamentar tunisiano lança greve de fome na prisão

Blogueiro e parlamentar tunisiano Yassine Ayari, em Túnis, 17 de abril de 2015 [FETHI BELAID/AFP/Getty Images]

O parlamentar tunisiano Yassine Ayari lançou ontem (7) uma greve de fome na prisão de Mornaguia, onde serve uma pena de dois meses por criticar o presidente Kais Saied.

O movimento Amal, ao qual pertence Ayari, afirmou em nota que Ayari decidiu protestar contra a perseguição decorrente de suas críticas publicadas nas redes sociais.

Em 30 de julho, forças de segurança prenderam o congressista por denunciar a tomada de poder de Saied como inconstitucional.

Dias antes, Saied apelou ao Artigo 80 da Constituição para destituir o premiê Hicham Mechichi, congelar o legislativo por 30 dias, revogar a imunidade de ministros e outorgar a si próprio como autoridade máxima do executivo até formação de um novo governo.

Na ocasião, Ayari descreveu os eventos em curso como “golpe contra a constituição”.

“Saied fez uma constituição para si e decidiu aplicá-la com armas”, escreveu o parlamentar no Facebook, pouco antes de ser preso e condenado por uma corte militar.

“Ayari pede também pela retirada de todas as acusações contra ele e crê estar claro que há intenção de prolongar sua prisão indefinidamente”, advertiu o movimento Amal.

LEIA: Sindicato dos trabalhadores alerta que Tunísia corre risco de desintegração

Categorias
ÁfricaNotíciaTunísia
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments