Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Enviar combustível para o Líbano é uma decisão soberana, diz Ministério das Relações Exteriores do Irã

A imagem mostra o superpetroleiro iraniano Grace 1 na costa de Gibraltar, em 15 de agosto de 2019 [Jorge Guerrero/AFP via Getty Images]

“Enviar nosso petróleo ao Líbano é uma decisão soberana. Os Estados Unidos não estão em posição de impedir o comércio legítimo entre os países”, declarou o Ministério das Relações Exteriores iraniano na segunda-feira.

A recente declaração vem em resposta à posição dos Estados Unidos sobre o envio de um navio carregado de combustível para o Líbano.

O porta-voz do Ministério do Exterior iraniano, Saeed Khatibzadeh, disse que “o Irã leva muito a sério a implementação de sua soberania e continuará a vender seu combustível enquanto houver demanda”.

“Se houver outros países capazes de aliviar a dor do povo libanês, eles devem ajudá-los o mais rápido possível”, acrescentou.

Khatibzadeh apontou que os sacrifícios do Irã e da resistência e seu confronto com o Daesh foi o que permitiu ao presidente francês, Emmanuel Macron, visitar Mosul.

Em outro ponto de seus comentários, o porta-voz observou que o Irã manteve três rodadas de diálogo com a Arábia Saudita e fará outras, se necessário.

LEIA: Líder do Hezbollah anuncia terceiro navio de petróleo do Irã a navegar para o Líbano

“A Arábia Saudita é um país vizinho e temos pontos em comum com ela que contribuem para o fortalecimento da segurança regional”, afirmou.

Com relação ao Iraque, Khatibzadeh enfatizou que o Irã acolhe qualquer iniciativa que contribua para a paz e a estabilidade no Iraque.

Ele explicou que o presidente, Ebrahim Raisi, já visitou o Iraque antes e o fará no futuro.

Segundo o porta-voz do Itamaraty, a visita do chanceler iraniano, Hossein Amir Abdullahian, a Bagdá foi um sucesso.

“É errado se concentrar em questões marginais, e todos sabem qual é o papel do Irã no Iraque e na região e, portanto, a conferência de Bagdá serviu para fortalecer a parceria e a cooperação”, disse ele.

Abdullahian observou anteriormente que a Conferência de Bagdá confirma os esforços do Iraque na cooperação entre os países da região.

Publicado originalmente em Almayadeen

Categorias
IrãLíbanoNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments