Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Emirados perdoam 855 prisioneiros às vésperas do Eid

Presidente dos Emirados Árabes Unidos Khalifa bin Zayed al-Nahyan durante reunião do Conselho de Cooperação do Golfo, no Kuwait, 15 de dezembro de 2009 [Stephanie McGehee/Reuters]

O Presidente dos Emirados Árabes Unidos Khalifa bin Zayed al-Nahyan ordenou a soltura de 855 prisioneiros das mais diversas sentenças, como parte da tradição nacional de conceder perdão a detentos no feriado islâmico do Eid al-Adha.

A medida é parte de “iniciativas humanitárias dos Emirados Árabes Unidos com base nos valores de perdão e tolerância”, segundo comunicado da monarquia, com objetivo de “oferecer aos detentos uma segunda chance na vida”.

Al-Nahyan proclama seu perdão presidencial anualmente, às vésperas do Eid.

O objetivo, segundo o estado emiradense, é “fortalecer laços familiares e trazer alegria ao coração das mães e filhos, além de dar uma oportunidade aos presos para repensar seu futuro e retornar a uma vida social e profissional bem-sucedida”.

LEIA: Parlamentares britânicos denunciam abusos e pedem fim de fundo ‘secreto’ do Golfo

Categorias
Emirados Árabes UnidosNotíciaOriente Médio
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments