Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Os EUA prometem reabastecer o suprimento da Cúpula de Ferro de Israel

O sistema de defesa aérea da Cúpula de Ferro de Israel é lançado para interceptar um foguete lançado da Faixa de Gaza, acima da cidade israelense de Ashdod, em 17 de maio de 2021 [Ahmad Gharabli/AFP via Getty Images]
O sistema de defesa aérea da Cúpula de Ferro de Israel é lançado para interceptar um foguete lançado da Faixa de Gaza, acima da cidade israelense de Ashdod, em 17 de maio de 2021 [Ahmad Gharabli/AFP via Getty Images]

O governo dos EUA prometeu reabastecer o sistema de defesa da Cúpula de Ferro de Israel depois que ele foi esgotado durante a ofensiva israelense de 11 dias em Gaza em maio, informou a emissora pública israelense Kan na sexta-feira.

A Quds Press relatou que a Kan afirmou que o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, fez essa promessa ao ministro da Defesa israelense, Benny Gantz, na presença do conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, Jake Sullivan.

Isso ocorreu após uma carta bipartidária assinada por 55 congressistas e enviada ao secretário de Defesa dos Estados Unidos, Lloyd Austin, instando o Pentágono a trabalhar rapidamente com o Congresso para atender a qualquer pedido de reabastecimento do sistema de Cúpula de Ferro de Israel.

As autoridades americanas destacaram a necessidade de reconstruir a Faixa de Gaza e garantir que o apoio humanitário imediato seja oferecido aos seus residentes.

Enquanto isso, Gantz e Lloyd discutiram a questão iraniana e o acordo nuclear que está sendo firmado entre os EUA e o Irã.

Além disso, eles reiteraram a necessidade de que Israel mantenha a superioridade de defesa qualitativa. “Estamos testemunhando grandes mudanças e desafios”, de acordo com Gantz, que enfatizou que: “A única coisa estável é a aliança estratégica e a parceria entre Israel e os EUA”.

Gantz agradeceu aos EUA por seu apoio e reiterou que o Irã “é um problema global e regional”, pois continua desenvolvendo suas armas nucleares, implantando suas milícias em todo o Oriente Médio e “representando uma ameaça existencial” para Israel.

LEIA: O arranjo do novo governo sionista e a resistência palestina

Categorias
Ásia & AméricasEUAIrãIsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments