Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

União Europeia exorta Autoridade Palestina a respeitar a liberdade de expressão

Ativista palestino Nizar Banat [@ KhaledAbuToameh / Twitter]
Ativista palestino Nizar Banat [@ KhaledAbuToameh / Twitter]

A representação da União Europeia (UE) na Cisjordânia e Faixa de Gaza manifestou no domingo preocupação com o ataque que teve como alvo a residência de um ativista na Cisjordânia, pedindo à Autoridade Palestina (AP) que “respeite a liberdade de expressão.”

O gabinete anunciou no Twitter que segue “ com preocupação o ataque à casa do activista Nizar Banat ontem à noite”, na localidade de Dura, a sul da Cisjordânia.

“A violência contra políticos e defensores dos direitos humanos é inaceitável”, acrescentou o post.

A missão apelou à AP para que garanta o “respeito pela liberdade de expressão e a proteção aos activistas dos direitos humanos”.

Ontem à noite, Banat revelou em um vídeo no Facebook que “um grupo de vândalos acompanhados pelos serviços de segurança atirou em massa, quebrou as portas da casa e disparou granadas de atordoamento.”

LEIA: Israel ataca os palestinos para expulsá-los de sua própria terra

Ele revelou que o Ministério Público o havia intimado uma hora antes do ataque, sem especificar o horário exato.

Banat é um ativista anti-AP e candidato na lista da ‘Liberdade e Dignidade’ nas eleições para o Conselho Legislativo (marcada para 22 de maio), que foi cancelada pelo presidente palestino Mahmoud Abbas na última sexta-feira sem definir outra data.

Horas antes do incidente, Banat postou uma carta em sua página do Facebook dirigida a representantes da UE na Palestina para anunciar sua intenção de ir aos tribunais europeus para solicitar a suspensão do apoio financeiro direcionado à AP após a decisão de Abbas de adiar as eleições.

A AP não comentou as acusações do Banat e a declaração da UE até às 9h20 (horário de Brasília).

Categorias
IsraelNotíciaOrganizações InternacionaisOriente MédioPalestinaUnião Europeia
Show Comments
Show Comments