Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Abbas adia eleição legislativa até Jerusalém ter direito a voto

O presidente palestino, Mahmoud Abbas, anunciou o adiamento das eleições parlamentares palestinas, que deveriam ser realizadas em 22 de maio de 2021

O presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, anunciou na noite passada que a primeira eleição nacional palestina em 15 anos foi adiada até que Israel permita a votação em Jerusalém. A eleição ocorreria no mês que vem, mas Abbas fez o anúncio após uma reunião das facções palestinas em Ramallah.

“Decidimos adiar a eleição parlamentar até garantir a participação do povo de Jerusalém”, disse ele. “As eleições devem ser realizadas em todos os territórios palestinos, incluindo Jerusalém.”

Abbas e vários funcionários do Fatah advertiram repetidamente que não haveria eleições sem a participação dos palestinos na Jerusalém ocupada. O governo israelense não respondeu aos pedidos para permitir que os cidadãos palestinos de Jerusalém Oriental votassem, apesar dos membros da ONU e da UE do Conselho de Segurança pedirem ao Estado de ocupação colonial que desse permissão para isso.

Os manifestantes se reuniram em Ramallah antes do anúncio de Abbas, exigindo que a votação fosse realizada conforme programado, informou a Reuters.

O Hamas criticou a reversão e denunciou o atraso como um “golpe”. O porta-voz Sami Abu Zuhri disse à Reuters: “Rejeitamos esta decisão, que viola o consenso nacional, e o movimento Fatah é responsável pelas consequências desta posição.”

As eleições legislativas, do Conselho Nacional e presidenciais propostas foram parte de um esforço mais amplo para a reconciliação entre o Fatah e o Hamas, visto como vital para a construção de amplo apoio popular para quaisquer negociações futuras sobre a criação de um Estado com Israel. Essas negociações estão congeladas desde 2014.

A última votação parlamentar dos palestinos em 2006 resultou em uma vitória surpresa do principal rival do Fatah, o Hamas. Isso criou uma cisão que se aprofundou quando o grupo tomou da AP, liderada pelo Fatah, o controle de Gaza, dois anos depois que Israel retirou colonos e soldados do território ocupado.

LEIA: Autoridade Palestina aumenta alerta de segurança

Categorias
Eleições PalestinasIsraelNotíciaOriente MédioPalestinaVídeos & Fotojornalismo
Show Comments
Show Comments