Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Autoridade Palestina aumenta alerta de segurança

Presidente da Autoridade Palestina Mahmoud Abbas em Ramallah, Cisjordânia ocupada, 20 de maio de 2020 [Issam Rimawi/Agência Anadolu]
Presidente da Autoridade Palestina Mahmoud Abbas em Ramallah, Cisjordânia ocupada, 20 de maio de 2020 [Issam Rimawi/Agência Anadolu]

O Presidente da Autoridade Palestina Mahmoud Abbas instruiu seus serviços de segurança a reforçar o estado de alerta e preparar-se para a possibilidade de confrontos na Cisjordânia ocupada, às vésperas do esperado anúncio de adiamento das eleições parlamentares, reportou a emissora israelense Channel 12.

“Abu Mazen [Abbas] tenta responsabilizar Israel por cancelar as eleições, apesar de não emitir qualquer posição oficial e rejeitar apenas verbalmente a não participação dos residentes de Jerusalém nas eleições palestinas”, alegou a reportagem.

“Abbas sabe muito bem que o pleito causará uma catástrofe política ao seu partido Fatah, com estimativas de derrota que o levaram a enviar Hussein Al-Sheikh [Ministro de Assuntos Civis] ao Catar e Majed Faraj [chefe de inteligência] ao Egito, para pressionar o Hamas e persuadir o grupo a evitar escaladas”, prosseguiu.

A vitória do Hamas nas eleições legislativas, afirmou o correspondente militar da emissora israelense, deverá fortalecer a posição do movimento palestino na Cisjordânia ocupada, considerado um prospecto desastroso para Israel.

O correspondente observou que, alguns dias atrás, o próprio exército israelense aumentou seu alerta de segurança, ao reforçar a presença de tropas na Cisjordânia ocupada e mobilizar seu sistema de defesa Domo de Ferro ao longo da fronteira com Gaza.

LEIA: Para Hamas, pressão externa é responsável por planos de suspensão de eleições

Categorias
Eleições PalestinasIsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments