Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Emirados Árabes lançam operações comerciais da primeira usina nuclear árabe

Mohammed bin Zayed Al Nahyan, o príncipe herdeiro de Abu Dhabi, chega para se encontrar com o presidente alemão, Frank-Walter Steinmeier, no Schloss Bellevue, em 11 de junho de 2019, em Berlim, Alemanha. [Sean Gallup/Getty Images]
Mohammed bin Zayed Al Nahyan, o príncipe herdeiro de Abu Dhabi, chega para se encontrar com o presidente alemão, Frank-Walter Steinmeier, no Schloss Bellevue, em 11 de junho de 2019, em Berlim, Alemanha. [Sean Gallup/Getty Images]

A primeira usina nuclear dos Emirados Árabes iniciou suas operações comerciais, anunciaram ontem as autoridades do estado do Golfo.

“O início das operações comerciais na Usina de Energia Nuclear de Barakah é um marco histórico para os Emirados Árabes que aumenta significativamente a sustentabilidade de todo o nosso setor de energia”, disse o príncipe herdeiro de Abu Dhabi, Mohammed Bin Zayed Al-Nahyan, no Twitter, descrevendo-o como um “marco histórico árabe”.

Em um contexto semelhante, o vice-presidente e primeiro-ministro dos Emirados Árabes, Mohammed Bin Rashid Al-Maktoum, descreveu a mudança como uma “fase histórica”.

“O primeiro megawatt da primeira usina nuclear árabe entrou na rede elétrica nacional”, disse Al-Makhtoum no Twitter.

Foi relatado que Barakah foi construído por um consórcio liderado pela Korea Electric Power Corporation a um custo de cerca de US$ 24,4 bilhões.

LEIA: Etihad de Abu Dhabi inicia voos diretos para Israel

Categorias
Ásia & AméricasCoreia do SulEmirados Árabes UnidosNotíciaOriente Médio
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments