Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Programa Mundial de Alimentos vê ajuda acabando para meio milhão de refugiados da Síria na Jordânia

Crianças sírias no campo de refugiados de Za'atari na Jordânia, que abriga 80 mil crianças sírias no campo de refugiados de Za'atari na Jordânia, que abriga 80.000 refugiados sírios [Save the Children]
Crianças sírias no campo de refugiados de Za'atari na Jordânia, que abriga 80 mil crianças sírias no campo de refugiados de Za'atari na Jordânia, que abriga 80.000 refugiados sírios [Save the Children]

O Programa Mundial de Alimentos (PMA) alertou no sábado que meio milhão de refugiados sírios na Jordânia podem perder a ajuda fornecida pelo programa.

A agência disse no Twitter que teme não ser capaz de fornecer ajuda a 194 mil famílias sírias na Jordânia a partir de maio se US$ 94 milhões em financiamento não forem recebidos para permitir que ela sobreviva ao longo do ano.

De acordo com a agência da ONU, o número de refugiados sírios que podem ser privados de ajuda pode aumentar para cerca de 300.000 famílias até julho.

A pandemia de coronavírus fez com que vários países que apoiavam a organização reduzissem as alocações financeiras para apoiar refugiados sírios.

O programa na Jordânia fornece ajuda mensal a cerca de 470 mil refugiados sírios, incluindo 57 milcrianças, principalmente nos campos de refugiados de Zaatari e Azraq.

LEIA: Refugiados da Palestina no Líbano protestam contra a impossibilidade de comprar pão

Categorias
JordâniaNotíciaOrganizações InternacionaisOriente MédioPMASíria
Show Comments
Show Comments