Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Refugiados da Palestina no Líbano protestam contra a impossibilidade de comprar pão

Uma foto de uma rua estreita dentro do campo de refugiados de Ein El-Hilweh no Líbano. [Reporters for Investigative Journalism (ARIJ)]
Uma foto de uma rua estreita dentro do campo de refugiados de Ein El-Hilweh no Líbano. [Reporters for Investigative Journalism (ARIJ)]

Refugiados da Palestina no campo de refugiados de Ein El-Hilweh no Líbano realizaram protestos ontem em frente aos escritórios da UNRWA contra a deterioração de suas condições de vida, informou a Mujtama Magazine.

Mais protestos estão programados nas próximas semanas se a situação no terreno não melhorar, disseram os manifestantes, acrescentando que a situação piorou com o surto de coronavírus no país.

Yousef Abdul-Razeq, um refugiado palestino do campo, acessou o Facebook e acusou funcionários, incluindo funcionários da UNRWA, de virar as costas para os refugiados e seu sofrimento.

O ativista disse que muitas famílias do acampamento não têm nem pão para comer, destacando que a carne virou coisa do passado.

“Se você entrar nas casas, não vai encontrar nem pão […] Em relação à carne e ao frango, nós os esquecemos”, disse ele.

Ele também apontou para a ausência do papel da UNRWA à luz da disseminação do coronavírus. “Queremos nossos direitos e os direitos de nossos filhos”, disse o ativista. “Eles têm enterrado as gerações palestinas, uma após a outra, por 73 anos”, acrescentou.

A UNRWA disse que a pobreza e o desemprego entre os refugiados palestinos no Líbano atingiram 80%.

LEIA: Refugiados de Gaza protestam contra cortes ao socorro alimentar da UNRWA

Categorias
IsraelLíbanoNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments