Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Líder da IUMS elogia discurso de Biden sobre rejeição ao racismo e à discriminação étnica

O presidente dos EUA, Joe Biden, em Wilmington, Delaware, em 19 de novembro de 2020. [Jim Watson/AFP via Getty Images]
O presidente dos EUA, Joe Biden, em Wilmington, Delaware, em 19 de novembro de 2020. [Jim Watson/AFP via Getty Images]

O secretário-geral da União Internacional de Estudiosos Muçulmanos (IUMS – sigla em inglês), Ali Al-Qaradaghi, elogiou na sexta-feira (22) o discurso do presidente norte-americano, Joe Biden, que enfatizou a rejeição do racismo e da discriminação racial.

Isso veio em uma postagem publicada por Al-Qaradaghi no Facebook, na qual ele parabenizou Biden e pediu: “Fazer os maiores esforços e contribuições para superar a injustiça da humanidade e alcançar justiça, liberdade, dignidade e direitos humanos”.

Al-Qaradaghi também exortou Biden a ajudar os pobres em meio à pandemia do coronavírus, enfatizando que todos devem fornecer vacinas e medicamentos aos necessitados, sem discriminação.

Ele destacou a importância de: “Esforços coletivos sinceros para eliminar o terrorismo, seja exercido por regimes tirânicos ou ocupantes, seja por grupos extremistas dentro de casa ou no exterior, eliminando todas as suas causas e confrontando-o com o pensamento moderado através de valores religiosos compartilhados e princípios enfatizando que as pessoas têm uma origem comum”.

O líder da IUMS expressou sua esperança de que: “Prevalece a cultura do respeito a todas as religiões, sem tentar desrespeitar qualquer crença religiosa e eliminando a islamofobia, que é uma verdadeira extensão de todas as religiões monoteístas”.

LEIA: Joe Biden é pressionado a uma ‘análise detalhada’ da política EUA-Bahrein

Ele acrescentou: “Assim, esperamos que sejam feitos os esforços necessários para estudar esta religião de acordo com suas doutrinas e jurisprudência justa, para alcançar a paz mundial, convivência pacífica e segurança”.

Al-Qaradaghi concluiu sua declaração dirigindo-se a Biden e transmitindo sua esperança de que: “Justiça, segurança e proteção prevalecerão em todo o mundo, pedindo a Deus que o ajude a alcançar justiça e cooperação positiva com aqueles que desejam o bem para a humanidade para que paz, justiça, prosperidade e a justiça triunfará”.

Na quarta-feira, a posse de Biden como presidente dos EUA foi amplamente saudada por líderes mundiais e governos, que esperavam por mais estabilidade e reforma para lidar com algumas das crises geradas pelas políticas de seu antecessor republicano, Donald Trump.

Categorias
Ásia & AméricasEUANotícia
Show Comments
Show Comments