Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Milícias iranianas se reposicionam após ataques aéreos de Israel na Síria

Aviões de guerra israelenses atingem vários alvos na Síria [Ashraf Amra / Agência Anadolu]
Aviões de guerra israelenses atingem vários alvos na Síria [Ashraf Amra / Agência Anadolu]

As forças e milícias iranianas na Síria foram redistribuídas para áreas que recentemente passaram por ataques aéreos israelenses, informou na sexta-feira a revista Kuwaiti Al-Mujtama.

A revista divulgou que a redistribuição ocorreu nas cidades de Deir Ez-Zor, Bokamal e Al-Mayadeen, observando que as milícias evacuaram suas bases fora das cidades e foram para áreas residenciais, tentando evitar mais ataques israelenses.

Enquanto isso, um oficial iraniano negou as denúncias sobre as vítimas iranianas das últimas incursões israelenses em bases militares no leste da Síria.

Ao mesmo tempo, o jornal israelense Haaretz noticiou na quinta-feira fontes militares superiores afirmando que as investidas vieram em resposta ao novo reposicionamento iraniano nas fronteiras entre Síria-Iraque e que impulsionaram a escalada antes da posse da nova administração dos EUA.

O jornal israelense relatou que o Irã está enfrentando dificuldades para consolidar sua presença a oeste de Damasco, devido aos ataques israelenses, bem como às sanções impostas a ele. Portanto, o Irã havia reposicionado suas forças nas fronteiras com o Iraque – uma área que está totalmente sob seu controle e onde possui uma infra-estrutura completa para a movimentação ou contrabando de armas para o Líbano.

LEIA: Ministro de Israel ameaça destruir programa nuclear do Irã se Biden retomar acordo

Haaretz também divulgou um funcionário israelense afirmando que o Irã havia analisado a situação após reconhecer que enfrentaria desafios na execução de suas atividades perto das fronteiras com Israel.

O jornal também informou que o Irã administra uma rede de drones e mísseis de cruzeiro na área, enquanto tais atividades eram impossíveis na periferia de Damasco.

Categorias
IrãNotíciaOriente MédioSíria
Show Comments
Show Comments