Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

União Europeia mostra ‘preocupação’ com número de crianças vítimas da guerra no Iêmen

Crianças participam de manifestação no Dia Mundial da Infância, promovido pela Unicef, em frente ao edifício das Nações Unidas em Sanaa, capital do Iêmen, 20 de novembro de 2019. No cartaz: ‘Sou uma criança, tenho o direito de viver em paz’ [Mohammed Hamoud/Agência Anadolu]
Crianças participam de manifestação no Dia Mundial da Infância, promovido pela Unicef, em frente ao edifício das Nações Unidas em Sanaa, capital do Iêmen, 20 de novembro de 2019. No cartaz: ‘Sou uma criança, tenho o direito de viver em paz’ [Mohammed Hamoud/Agência Anadolu]

Nesta quinta-feira (25), a União Europeia expressou preocupações sobre o aumento no número de crianças vítimas da guerra no Iêmen. Um porta-voz da entidade afirmou que civis, incluindo crianças, carregam o fardo da escalada das hostilidades no país.

“Todos os ataques contra civis são inaceitáveis”, declarou. “Mas o número de criança vítimas do conflito no Iêmen é alarmante.”

A União Europeia destacou pedido para que todas as partes relevantes na disputa deem início a negociações políticas sob auspícios da ONU. O bloco reiterou seu apoio absoluto aos esforços do enviado especial das Nações Unidas no Iêmen sobre a questão.

LEIA: Violência aumenta no Iêmen após fim de trégua por coronavírus

O comunicado foi divulgado no site da União Europeia. O bloco repudiou os recentes ataques houthis contra Arábia Saudita. “[A monarquia] foi alvo de drones e mísseis balísticos no início desta semana; a União Europeia condena este ataque arbitrário contra cidades sauditas.”

A União Europeia observou que o recente ataque transfronteiriço é “inconsistente” com os esforços das Nações Unidas, que recebem apoio do bloco e de seus estados-membros, a fim de alcançar um cessar-fogo abrangente e retomar o diálogo político.

A coalizão liderada pela Arábia Saudita anunciou interceptação de oito drones camuflados lançados pelos houthis contra território saudita, na noite de segunda-feira (22). Também relatou ter destruído quatro mísseis balísticos na madrugada de terça-feira (23), com alvo em regiões distintas do país.

LEIA: Houthis lançam campanha de recrutamento de crianças e dezenas desaparecem, diz jornal

Categorias
IêmenNotíciaOrganizações InternacionaisOriente MédioUnião Europeia
Show Comments
Show Comments