Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Alemanha convoca embaixador iraniano, pede que Teerã permita protestos

1
Protesto em solidariedade ao povo iraniano em Paris, 25 de setembro de 2022 [Christophe Archambault/AFP via Getty Images]

Nesta segunda-feira (26), a Alemanha convocou o embaixador iraniano em Berlim para prestar esclarecimentos e pressionar a república islâmica para que interromper sua repressão brutal a protestos populares deflagrados pela morte de uma jovem em custódia da polícia de costumes.

A convocatória foi corroborada pelo Ministério de Relações Exteriores da Alemanha, segundo reportagem da agência Reuters.

“Pedimos às autoridades iranianas que permitam protestos pacíficos e não empreguem maior violência – sobretudo força letal – contra os manifestantes”, declarou o ministério no Twitter. “Comunicamos nosso apelo diretamente ao embaixador iraniano nesta segunda-feira”.

Questionado sobre a possibilidade de novas sanções contra Teerã, um porta-voz do ministério afirmou que “todas as opções estão sobre a mesa”, a serem discutidas com outros estados-membros da União Europeia.

Na última semana, os Estados Unidos impuseram novas sanções à polícia de costumes do regime iraniano, devido a sua perseguição às mulheres do país. Washington culpou a unidade policial pela morte de Mahsa Amini, cidadã curdo-iraniana de apenas 22 anos, após ser detida por supostamente violar o rigoroso código de vestimenta do regime teocrata.

A polícia alega que Amini adoeceu na cadeia; seu pai, no entanto, denunciou sinais de tortura após sua prisão.

LEIA: Irã acusa EUA de tentar usar protestos para prejudicar o país

Categorias
AlemanhaEuropa & RússiaIrãNotíciaOriente Médio
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments