Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

ONU clama por tolerância religiosa em meio a surto islamofóbico na Índia

Stéphane Dujarric, porta-voz da Secretaria-Geral das Nações Unidas [Wikipedia]

Nesta segunda-feira (6), a Organização das Nações Unidas (ONU) reafirmou seus apelos por “tolerância e respeito a todas as religiões”, ao responder a comentários de oficiais indianos contra a comunidade islâmica e o Profeta Muhammad.

“Pessoalmente, não tive acesso aos comentários, mas não importa: insisto que encorajamos veementemente o respeito e a tolerância a todas as religiões”, reafirmou Stéphane Dujarric, porta-voz do secretário-geral António Guterres.

Em 27 de maio, Nupur Sharma e Naveen Kumar Jindal — respectivamente, porta-voz e chefe de imprensa do partido governista Bharatiya Janata (BJP) em Nova Delhi — proferiram declarações consideradas ofensivas ao profeta islâmico.

Em resposta, estados do Golfo confirmaram um boicote a produtos indianos.

LEIA: Mesut Ozil, ‘rezando pelos muçulmanos da Índia’, critica ‘situação vergonhosa’

No domingo (5), o BJP suspendeu Sharma e expulsou Jindal de seu quadro de correligionários, à medida que a indignação se espalhava por países de maioria islâmica. O partido emitiu também um comunicado para asseverar seu respeito a todas as religiões.

Para tentar atenuar tensões, porta-vozes das embaixadas indianas no Kuwait e Catar insistiram no domingo: “Os tuítes não refletem, de maneira alguma, o ponto de vista do governo da Índia. Trata-se de pontos de vista de elementos marginais”.

Categorias
Ásia & AméricasÍndiaNotíciaONUOrganizações Internacionais
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments