Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Biden considera visitar Jerusalém Oriental ocupada

O presidente Joe Biden fala na United Performance Metals em Hamilton, Ohio, em 6 de maio de 2022 [Megan Jelinger/Agência Anadolu]

O presidente dos EUA, Joe Biden, está considerando uma visita à Jerusalém Oriental ocupada durante sua próxima visita a Israel em junho, disse um oficial israelense à CNN e à Agência Anadolu.

O funcionário disse que Biden possivelmente visitará o Hospital Al-Makassed na cidade, embora os planos ainda não tenham sido finalizados.

Se confirmada, a visita deve causar polêmica, pois seria vista por Israel como um sinal de apoio aos palestinos, que querem a cidade como capital de seu futuro Estado.

Não houve comentários de autoridades americanas ou israelenses sobre a reportagem.

Nenhum presidente dos EUA jamais visitou a Jerusalém Oriental ocupada no passado.

Israel ocupou Jerusalém Oriental, onde está localizado o complexo da Mesquita Al-Aqsa, durante a Guerra Árabe-Israelense de 1967. Anexou a cidade inteira em 1980, um movimento nunca reconhecido pela comunidade internacional.

A Corporação de Radiodifusão Pública de Israel (KAN) disse que a visita de Biden a Jerusalém Oriental significará que a cidade está “dividida” e que a soberania de Israel sobre a cidade não é reconhecida pelo governo Biden.

Durante sua visita, Biden deve se reunir com autoridades israelenses, incluindo o primeiro-ministro, Naftali Bennett, e o presidente, Isaac Herzog. Ele também se encontrará com o presidente palestino, Mahmoud Abbas, na cidade de Belém, na Cisjordânia.

LEIA: OCI condena planos israelenses de demolir aldeias palestinas

Categorias
Ásia & AméricasEstados UnidosIsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments