Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

UNRWA pede que termine imediatamente a detenção de Israel de adolescente palestino gravemente doente

Soldados israelenses prendem um jovem palestino na Cisjordânia, em 20 de junho de 2014 [Thomas Coex/AFP/Getty Images]

A Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina (UNRWA) está pedindo o fim imediato da detenção administrativa de um adolescente palestino com doença crônica, detido há um ano.

Amal Muamar Nakhleh, um refugiado palestino do campo de refugiados de Jalazone, sofre de miastenia, uma doença neuromuscular rara.

O adolescente de 17 anos foi colocado em detenção administrativa pelas forças israelenses por seis meses em 21 de janeiro de 2021, período que foi prorrogado por quatro meses em maio e depois renovado novamente em setembro, por mais quatro meses.

A detenção administrativa é a prisão de palestinos sem acusação ou julgamento por um período indefinido, sob a alegação de que podem cometer um crime no futuro.

Seu pai, Moammar Nakhleh, disse à AFP após a última audiência: “O tribunal de ocupação renovou a detenção administrativa de meu filho pela quarta vez, apesar de sua doença”.

Nakhleh, jornalista, acrescentou que seu filho ficará detido até 18 de maio, sob a nova ordem.

LEIA: Palestinos protestam em apoio aos prisioneiros nas cadeias de Israel

As autoridades de ocupação israelenses na Cisjordânia ocupada prenderam Amal pela primeira vez em novembro de 2020, enquanto ele estava com amigos após se recuperar de uma cirurgia de câncer, disse sua família.

Ele foi acusado de atirar pedras em soldados e detido por 40 dias, mas depois libertado por um juiz israelense até ser preso novamente em janeiro do ano passado e colocado em detenção administrativa.

A decisão sobre a prorrogação de sua detenção administrativa deve ser tomada na próxima terça-feira.

Israel tem uma longa história de uso de detenção administrativa para oprimir palestinos. Desde março de 2002, o número de palestinos detidos administrativos não esteve abaixo de 100. Como todos os prisioneiros palestinos, os detidos administrativos enfrentam terríveis condições prisionais: são regularmente submetidos a espancamentos arbitrários, confinamento solitário, visitas familiares limitadas e negligência médica.

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments