Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Os EUA dão as boas-vindas ao diálogo entre Arábia Saudita e Irã

Jennifer Gavito [Wikipedia]

Relatórios recentes de conversas diretas entre rivais regionais, Irã e Arábia Saudita, foram bem recebidos pelos EUA, de acordo com um funcionário do governo Biden ontem.

“Nossos parceiros regionais, em primeiro lugar, como os Emirados Árabes, são absolutamente essenciais para nós como parceiros na economia, na segurança regional, na cooperação mútua”, disse Jennifer Gavito, subsecretária adjunta para o Irã e Iraque no Escritório do Departamento de Estado do Oriente Próximo Assuntos, à CNBC.

“E, portanto, saudamos suas contribuições para a estabilidade regional. Com relação ao anúncio de negociações diretas entre a Arábia Saudita e o Irã, saudamos isso. Saudamos qualquer conversa direta que leve a uma maior paz e estabilidade na região”, acrescentou ela.

No domingo, o ministro das Relações Exteriores da Arábia Saudita, príncipe Faisal bin Farhan Al-Saud, confirmou que uma primeira rodada de negociações diretas ocorreu com o novo governo do Irã no mês passado, após um desdobramento anterior este ano, que viu as tensões entre os dois Estados começarem a diminuir durante três rodadas de discussões realizadas na capital iraquiana, Bagdá.

LEIA: Irã e Arábia Saudita concordam em avaliar mecanismo para o Iêmen

“Essas discussões ainda estão em fase exploratória. Esperamos que forneçam uma base para abordar questões não resolvidas entre os dois lados e vamos nos esforçar e trabalhar para perceber isso”, disse o príncipe Faisal em Riade, durante uma coletiva de imprensa conjunta com o chefe de política externa da UE, Josep Borrell.

Enquanto isso, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Irã, Saeed Khatibzadeh, disse em uma entrevista coletiva em Teerã que as negociações com os sauditas seguiram as negociações de Bagdá “com as melhores condições” e que “nenhuma pré-condição foi definida por nenhum dos lados para as negociações”.

Khatibzadeh, no entanto, rejeitou relatos de que uma delegação saudita havia visitado Teerã para discutir a reabertura da embaixada saudita no país, que havia sido fechada em 2016 após uma multidão atacando a missão diplomática em protesto contra a execução de proeminentes xiitas sauditas clérigo, Nimr Al-Nimr, levando ao rompimento dos laços diplomáticos entre os dois países, que já haviam se deteriorado devido à tomada de lados opostos em vários conflitos regionais.

Categorias
Arábia SauditaÁsia & AméricasEstados UnidosIrãNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments