Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Tunísia assina quatro contratos com empresas de petróleo da França

Presidente da França Emmanuel Macron e Presidente da Tunísia Kais Saied após reunião no Palácio do Eliseu, em Paris, 22 de junho de 2020 [CHRISTOPHE PETIT TESSON/AFP via Getty Images]
Presidente da França Emmanuel Macron e Presidente da Tunísia Kais Saied após reunião no Palácio do Eliseu, em Paris, 22 de junho de 2020 [CHRISTOPHE PETIT TESSON/AFP via Getty Images]

O Presidente da Tunísia Kais Saied assinou quatro contratos com empresas de petróleo e gás natural da França, dentro de uma semana, afirmou um parlamentar neste domingo (3).

Safi Saïd relatou à imprensa local que as assinaturas foram conduzidas “discretamente” e que Saied demonstrou “inclinação à posição francesa em sua disputa com os Estados Unidos sobre as riquezas e interesses da Tunísia”.

O parlamentar acusou Paris de estar por trás da crise tunisiana e “patrocinar golpes na África”, ao alertar para um “iminente golpe contra Saied no futuro”.

“O presidente revogou a constituição e tornou-se parte da contrarrevolução”, enfatizou Saïd, em referência ao processo democrático na Tunísia, desde a deposição do longevo ditador Zine El Abidine Ben Ali, no início de 2011.

Saïd alegou ainda que há indícios de que o presidente tunisiano concedeu ao menos um milhão de hectares de terras agrárias a empresas do Golfo, à medida que tais estados pressionam a Tunísia a normalizar laços com a ocupação israelense.

LEIA: Embaixador em Paris é convocado de volta à Argélia

Categorias
ÁfricaÁsia & AméricasBahreinEmirados Árabes UnidosEstados UnidosEuropa & RússiaFrançaIsraelNotíciaOriente MédioTunísia
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments