Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Congresso dos EUA aprova destinar US$ 1 bilhão para a Cúpula de Ferro de Israel

Os israelenses se reúnem para assistir ao lançamento do sistema de defesa antimíssil Cúpula de Ferro a fim de interceptar os foguetes disparados da Faixa de Gaza, em 17 de maio de 2021, em Ashdod, Israel. [AHMAD GHARABLI/AFP via Getty Images]

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos da América aprovou um novo financiamento de um bilhão de dólares para o sistema de defesa antimísseis Cúpula de Ferro de Israel, poucos dias depois que o financiamento foi removido de um projeto de lei de gastos mais amplo.

Os legisladores aprovaram o projeto de lei em uma votação de 420-9 ontem, o que significa que o projeto agora vai para o Senado para uma votação.

A legisladora democrata Alexandria Ocasio-Cortez (AOC), que se absteve da votação no último minuto, em vez de se opor a ela, aparentemente explodiu em lágrimas quando o resultado foi lido.

Entre os votos “não” estavam a representante da Câmara dos EUA Rashida Tlaib e seus colegas deputados Ilhan Omar de Minnesota e Ayanna Pressley de Massachusetts.

De acordo com um comunicado à imprensa sobre a legislação, o financiamento “é consistente com o Memorando de Entendimento de 2016 entre os Estados Unidos e Israel, que compromete os Estados Unidos a fornecer assistência adicional para reabastecer a Cúpula de Ferro após períodos de luta para permitir que Israel continue a se defender de ataques”.

Alguns democratas liberais expressaram preocupações este ano sobre a política EUA-Israel, mencionando, entre outras coisas, as muitas baixas palestinas nos ataques aéreos israelenses em maio.

LEIA: Quantos palestinos mais devem morrer pela “segurança” de Israel?

Tlaib, uma democrata de Michigan, chamou ontem o governo israelense de “regime do apartheid” e disse que o US$ 1 bilhão representa “um aumento absurdo e injustificável” no financiamento americano para a Cúpula de Ferro.

“Não vou apoiar um esforço para permitir e apoiar crimes de guerra, abusos dos direitos humanos e violência”, disse ela em um discurso no plenário da Câmara. “Não podemos estar falando apenas da necessidade de segurança dos israelenses numa época em que os palestinos vivem sob um violento sistema de apartheid”.

Ontem, no Twitter, Omar expressou sua desaprovação em relação ao financiamento. “Dadas as violações dos direitos humanos em Gaza, Sheikh Jarrah, e a crescente expansão dos assentamentos, não deveríamos estar avançando num aumento de última hora de US $1 bilhão em fundos militares para Israel sem qualquer responsabilidade”.

O Sistema de Defesa Aérea Cúpula de Ferro foi projetado para interceptar foguetes midair, mirando neles e disparando mísseis interceptores para destruí-los. Foi inicialmente desenvolvido pelo Sistema Avançado de Defesa Rafael de Israel, mas desde então tem sido fortemente patrocinado pelos EUA.

No mês passado, o Jerusalem Post informou que o Exército dos EUA havia decidido não comprar a Cúpula de Ferro de Israel para combater as ameaças aéreas, apesar de ter realizado com sucesso um primeiro teste de fogo vivo do sistema de defesa antimíssil.

Categorias
Ásia & AméricasEstados UnidosIsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments