Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Secretário de Estado dos EUA promete ajudar Israel a expandir normalização

Secretário de Estado dos EUA Antony Blinken, na Cidade do Kuwait, 29 de julho de 2021 [Jaber Abdulkhaleg/Agência Anadolu]

O Secretário de Estado dos Estados Unidos Antony Blinken prometeu hoje (17) ajudar Israel a expandir sua normalização com países árabes e islâmicos, ao celebrar o primeiro aniversário dos chamados Acordos de Abraão, promovidos pelo ex-presidente Donald Trump.

Segundo o chanceler americano, o governo de Joe Biden “continuará a construir esforços exitosos da última gestão, a fim de manter adiante a marcha da normalização”.

Blinken prometeu ainda ajudar Israel a fortalecer seus laços com Marrocos, Bahrein e Emirados Árabes Unidos, signatários dos acordos, além de Kosovo, república islâmica dos Balcãs que instituiu laços com a ocupação no início deste ano.

“Encorajamos mais países a seguirem seus passos”, insistiu Blinken em cerimônia virtual com os ministros de política externa do Marrocos, Bahrein, Emirados e Israel.

LEIA: Sindicato docente dos EUA adota resolução contra apartheid de Israel

“Queremos ampliar o círculo da diplomacia pacífica, pois interessa a toda a região que Israel seja tratado como qualquer outro país”, alegou o oficial da Casa Branca.

Trump firmou pactos de normalização em troca de concessões diplomáticas e militares aos países árabes. O tratado com o Sudão ainda não foi finalizado.

Antes dos Acordos de Abraão, os únicos regimes árabes a manter laços com a ocupação israelense eram Egito e Jordânia.

Os palestinos criticaram veementemente a normalização, acatada por seus vizinhos árabes em detrimento de promessas históricas de reter qualquer reconhecimento diplomático até a retirada israelense dos territórios ocupados.

LEIA: Juiz canadense foi impedido de presidir casos envolvendo muçulmanos após parcialidade contra palestinos

O Ministro de Relações Exteriores de Israel Yair Lapid prometeu viajar ao Bahrein ainda este mês, para a primeira visita oficial de um ministro israelense ao reino do Golfo.

Categorias
Ásia & AméricasEstados UnidosIsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments