Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel prende parentes de fugitivos palestinos

As forças israelenses fecharam o posto de controle de Jalamah entre a cidade de Jenin na Cisjordânia e Israel depois que seis prisioneiros palestinos escaparam da prisão israelense, em 6 de setembro de 2021 [Nedal Eshtaya/Agência Anadolu]

As forças de ocupação israelenses prenderam na noite passada vários parentes de seis prisioneiros palestinos que escaparam da prisão de alta segurança de Gilboa, no norte de Israel, no início desta semana.

De acordo com a Sociedade de Prisioneiros Palestinos, soldados israelenses entraram e saquearam casas palestinas em Arabbuna, ao norte da cidade ocupada de Jenin, na Cisjordânia, de onde vêm os fugitivos. Eles prenderam quatro membros da família de Mahmud Ardah. Ele foi descrito na mídia israelense como o mentor da fuga.

Soldados israelenses fortemente armados também prenderam Yacoub Infaat, pai de outro fugitivo, após invadir sua casa em Ya’bad, a oeste de Jenin.

De acordo com a agência de notícias Wafa, a detenção de um funcionário da Unidade de Queixas do Ministério da Saúde Palestino levou o ministro Mai Al-Kaila a condenar sua detenção e o interrogatório de sua família.

“A ocupação israelense inflige deliberadamente violência ao povo palestino, violando as normas, leis e convenções internacionais”, disse Al-Kaila. Ela pediu a todas as organizações de direitos humanos que intervenham sem demora para garantir a libertação do oficial.

LEIA: Jihad Islâmica alerta Israel para não ferir prisioneiros em fuga

Na segunda-feira, as autoridades de ocupação israelenses anunciaram que seis prisioneiros palestinos escaparam da prisão de alta segurança de Gilboa, no norte do país. Relatórios dizem que eles usaram ferramentas de cozinha primitivas para cavar um túnel de sua cela pelo qual escaparam.

Israel, desde então, lançou uma caça ao homem massiva e reforçou suas forças de ocupação em Jenin. Os serviços de segurança da Autoridade Palestina estão cooperando na busca pelos fugitivos.

Grupos de direitos humanos dizem que há 4.850 prisioneiros palestinos detidos por Israel, incluindo mulheres e crianças. Eles enfrentam maus tratos e condições adversas.

Prisioneiros palestinos escapam da prisão de alta segurança [Sabaaneh/Monitor do Oriente Médio]

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments