Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Jordânia foi atacada por drones de fabricação iraniana, diz o rei

Rei da Jordânia, Abdullah II, em Amã, Jordânia, em 8 de junho de 2021 [Conselho Real Jordânico/Agência Anadolu]

O rei Abdullah II da Jordânia disse ontem que seu país foi atacado por drones e mísseis de fabricação iraniana no ano passado.

“Infelizmente, a Jordânia foi atacada por drones que foram lançados, que são assinaturas iranianas com as quais tivemos que lidar no ano passado e aumentaram”, disse o rei Abdullah em uma entrevista a Fareed Zakaria da CNN.

Na entrevista, o monarca observou uma série de preocupações relacionadas ao Irã, incluindo seu programa nuclear, desenvolvimento de mísseis balísticos, ataques cibernéticos e escaramuças ao longo das fronteiras da Jordânia.

“A tecnologia balística do Irã melhorou dramaticamente. Vimos isso, infelizmente, contra as bases americanas no Iraque. Vimos a Arábia Saudita sendo o destinatário de mísseis do Iêmen. Israel da Síria e do Líbano, até certo ponto”, disse o rei.

“O que deixa de ser israelense às vezes chega à Jordânia […] Adicione a isso [o] aumento dos ataques cibernéticos em muitos de nossos países. Os tiroteios em nossas fronteiras aumentaram quase até a época em que estávamos no limite com o Daesh.

O rei Abdullah está atualmente nos Estados Unidos em uma visita de duas semanas, onde se encontrou com o presidente americano, Joe Biden, na semana passada, tornando-o o primeiro líder do Oriente Médio a visitar a Casa Branca desde que o presidente tomou posse no início do ano.

Por quase duas décadas, as relações Jordânia-Irã testemunharam uma grande ruptura depois que a Jordânia apoiou o Iraque em sua guerra contra o Irã na década de 1980.

LEIA: Rei da Jordânia confirma encontro com Bennett e Gantz de Israel

Categorias
Ásia & AméricasEstados UnidosIrãIraqueIsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments