Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel destrói o maior cemitério de cananeus da Cisjordânia

A equipe do município israelense de Jerusalém, juntamente com soldados e bulldozers israelenses, demoliram o muro e as escadas na parte norte do Cemitério Al-Yusufiye para fazer um jardim na área, em Jerusalém, em 14 de dezembro de 2020 [Mostafa Alkharouf /Agência Anadolu]

Ontem, as forças de ocupação israelenses destruíram o maior cemitério cananeu da Palestina, localizado na cidade de Al-Khader, ao sul de Belém, relatou o Centro de Informação Palestina.

Hassan Brijieh, diretor do Escritório da Comissão de Resistência ao Muro e aos Assentamentos, disse que os relatórios israelenses indicaram que a ocupação utilizou bulldozers para destruir o cemitério durante as obras de expansão da estrada de desvio nº 60 que liga Jerusalém e Hebron. O cemitério é estimado em quatro dunums (um acre) na área de Khilat Ein Al Asafir, ao sul de Khader.

Brijieh salientou que este é um ataque flagrante às antiguidades palestinas de acordo com o direito internacional e é considerado um crime de guerra contra o povo palestino e sua história.

As autoridades israelenses de ocupação estão tentando controlar as terras aráveis em Khader, construindo sobre elas o assentamento Kfar Etzion.

Todos os assentamentos são ilegais de acordo com o direito internacional.

LEIA: Israel destrói casas beduínas e confisca placas de energia solar na Cisjordânia

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments