Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Equipe de ajuda da Malásia é a primeira a entrar em Gaza após ofensiva israelense

Médico malaio em 21 de junho de 2021 [Farid Bin Tajuddin/Agência Anadolu]

Uma agência de ajuda da Malásia entrou na Faixa de Gaza através da passagem de Rafah na fronteira egípcia, sendo a primeira a fazê-lo após a ofensiva militar israelense no mês passado. O Viva Palestina Malaysia (VPM) cruzou a fronteira hoje. O ataque israelense matou mais de 250 palestinos, incluindo 66 crianças.

De acordo com a agência, uma ajuda no valor de cerca de US$ 250.000 foi levada para Gaza. O dinheiro foi arrecadado no mês passado pela instituição de caridade em cooperação com a marca de moda Duck Group.

Embora instituições de caridade e países como Kuwait e Tunísia já tenham enviado ajuda a Gaza, a VPM é a primeira delegação a ter permissão para entrar no território para realizar sua própria missão de ajuda.

LEIA: Uma força internacional poderia realmente proteger os palestinos?

A Malásia continuou a expressar apoio aos palestinos e se opôs publicamente a Israel, um estado que ainda se recusa a reconhecer. Este mês, no entanto, o embaixador de Israel em Cingapura expressou a disposição de Tel Aviv em estabelecer laços com a Malásia e outras nações do sudeste asiático de maioria muçulmana, como Indonésia e Brunei.

A oferta veio seis meses depois que um ministro israelense revelou que um país de maioria muçulmana não identificado na Ásia logo poderia reconhecer e estabelecer laços com Israel. A Malásia é um dos possíveis países no quadro.

Categorias
Ásia & AméricasIsraelMalásiaNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments