Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Segundo Departamento de Estado dos EUA, ‘Governo do Iêmen é autoridade legítima reconhecida internacionalmente’

O vice-chefe da Missão da Embaixada dos EUA, Tim Lenderking (esq.), em 2015, com o ministro assistente da Defesa da Arábia Saudita, Mohammad Al-Ayesh (dir.) [Carolyn Kaster/PoolGetty Images]

Os EUA reiteraram seu reconhecimento de que o governo iemenita é a única autoridade legítima reconhecida internacionalmente no país.

O Departamento de Estado dos EUA anunciou em tweets publicados na sexta-feira: “Vimos alguns relatos da mídia falsos sobre as declarações recentes do enviado especial dos EUA para o Iêmen, Tim Lenderking, sobre os houthis e o conflito no Iêmen”.

O Departamento de Estado dos EUA indicou: “Os Estados Unidos, como o resto da comunidade internacional, reconhecem o governo do Iêmen e é o único governo legítimo reconhecido internacionalmente no Iêmen”.

Lenderking explicou nos tweets: “Ninguém pode salvar o povo iemenita ou neutralizar o conflito por mero pensamento positivo, então vamos lidar com os fatos na prática”.

LEIA: Aeronave espiã dos EUA é abatida no Iêmen, alegam houthis

O Departamento de Estado dos EUA observou que os houthis precisam realizar uma parte integrante de qualquer processo de paz no Iêmen, enquanto expressa preocupação com o foco da milícia em travar a guerra e exacerbar o sofrimento dos cidadãos iemenitas, “em vez de fazer parte da solução para o conflito”.

A mídia local e internacional citou o enviado dos EUA, afirmando: “Os Estados Unidos reconhecem os houthis como um partido legítimo”.

Em uma conferência realizada pelo Conselho Nacional de Relações EUA-Árabes (NCUSAR, na sigla em inglês) na quinta-feira, Lenderking instou o grupo Houthi a apoiar o processo político liderado pelas Nações Unidas para alcançar a paz.

Categorias
Ásia & AméricasEstados UnidosIêmenNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments