Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Exército iraquiano retira tanques e veículos de Bagdá em meio a tensões

Soldados iraquianos em Kirkuk, Iraque, 3 de janeiro de 2021 [Ali Makram Ghareeb/Agência Anadolu]
Soldados iraquianos em Kirkuk, Iraque, 3 de janeiro de 2021 [Ali Makram Ghareeb/Agência Anadolu]

Neste domingo (30), o exército iraquiano decidiu retirar seus tanques e veículos da capital Bagdá, em meio a tensões decorrentes da prisão de Qassim Mahmoud Musleh, líder do grupo paramilitar conhecido como Forças de Mobilização Popular.

As informações são da agência Anadolu.

Na quarta-feira (26), autoridades iraquianas detiveram Musleh na província de Anbar, com base em uma investigação judicial e mandado de prisão sobre terrorismo.

Pouco depois, milícias ligadas à coalizão armada cercaram a sede do governo do Primeiro-Ministro Mustafa al-Khadimi, para pressionar pela soltura de seu comandante.

Um oficial do Ministério da Defesa, em condição de anonimato, relatou à Anadolu que veículos blindados foram então enviados à capital para impedir o avanço dos combatentes à área fortificada conhecida como Zona Verde — que abriga embaixadas e órgãos públicos.

O oficial reiterou que, uma vez desescalada a crise, haveria retirada das tropas conforme ordens do Comando Central das Forças Armadas.

Entretanto, não houve comentário imediato das autoridades iraquianas até então.

As Forças de Mobilização Popular são uma coalizão paramilitar sancionada pelo governo iraquiano em 2014, com o objetivo de derrotar a organização terrorista Daesh (Estado Islâmico). O grupo reúne milícias xiitas ligadas ao Irã.

LEIA: Forças de segurança do Iraque desmontam plataforma de mísseis destinada ao aeroporto de Bagdá

Categorias
IraqueNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments