Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Preços do petróleo com dólar em baixa aumentou oferta

Barris de petróleo, 26 de março de 2020. [Daan Franken/Flickr]
Barris de petróleo, 26 de março de 2020. [Daan Franken/Flickr]

Os preços do petróleo ficaram confusos hoje, apoiados por um dólar americano mais fraco e os aumentos na produção esperados por decisão da OPEP+ para aliviar os cortes de produção após abril, relatou a Agência Anadolu.

O petróleo Brent, referência internacional, estava sendo negociado a US$ 63,10 por barril às 6h GMT, uma queda de 0,15 por cento em relação ao fechamento de quinta-feira, a U$ 63,20 o barril.

O benchmark americano West Texas Intermediate (WTI) estava com preço de US$ 59,61 por barril ao mesmo tempo, com um aumento de 0,01 por cento depois de encerrar o dia anterior em US$ 59,60 o barril.

A queda no valor do índice do dólar dos EUA na noite de quinta-feira que mede o valor do dólar americano em relação a uma cesta de moedas, incluindo iene japonês, libra esterlina, dólar canadense, coroa sueca e franco suíço, apoiou uma demanda mais fraca de petróleo bruto. O dólar americano promete compras de petróleo bruto mais baratas para os países importadores de petróleo.

No entanto, os preços do petróleo ainda estão sob pressão depois que grandes produtores de petróleo da OPEP + decidiram aumentar sua produção depois de abril. A produção do grupo aumentará 2,1 milhões de barris por dia (bpd) até o final de julho, amenizando o atual corte de produção de 7,9 milhões de bpd.

LEIA: Israel se aproveita do acidente no Canal de Suez para promover suas alternativas

Não incluído no acordo de corte de produção da OPEP+, o Irã, no entanto, pode iniciar a produção se os esforços diplomáticos, intensificados em Viena na terça-feira, tiverem sucesso com o retorno dos EUA ao acordo nuclear histórico, encerrando, assim, as sanções da era Trump ao Irã.

Enquanto isso, previsões maiores de estoques globais de petróleo em 2021, particularmente no segundo trimestre, também criam um sentimento positivo para uma recuperação econômica global mais rápida.

O último relatório da Administração de Informação de Energia dos Estados Unidos (EIA, na sigla em inglês) revisou sua previsão para os preços globais do petróleo bruto para 2021, que derivou da expectativa de menor produção de petróleo bruto da OPEP no segundo trimestre de 2021.

Categorias
Ásia & AméricasEstados UnidosNotíciaOPEPOrganizações Internacionais
Show Comments
Show Comments