Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

OLP acolhe convite de Pequim para negociações com Israel

Wasel Abu-Yousef, membro do Comitê Executivo da Organização para a Libertação da Palestina (OLP) [Mustafa Abu Dayeh/Apaimages]
Wasel Abu-Yousef, membro do Comitê Executivo da Organização para a Libertação da Palestina (OLP) [Mustafa Abu Dayeh/Apaimages]

A Organização para a Libertação da Palestina (OLP) saudou o potencial convite da China para negociações com Israel em Pequim, reportou ontem (24) a agência Anadolu.

Wasel Abu-Yousef, membro do Comitê Executivo da OLP, enalteceu a postura oficial da China sobre a causa palestina, representada por seu apoio à criação de um estado palestino nas fronteiras de 1967, com Jerusalém Oriental como capital.

Segundo Abu-Yousef, à Anadolu: “A prioridade agora é realizar uma conferência de paz internacional com base nas resoluções internacionais”.

Previamente, na quarta-feira, a rede Al-Arabiya TV, sediada em Dubai, divulgou informações de que o Ministro de Relações Exteriores da China Wang Yi comentou em entrevista sobre planos de Pequim para convidar israelenses e palestinos ao diálogo em solo chinês.

Durante o governo de Donald Trump, a liderança palestina rejeitou uma proposta de mediação dos Estados Unidos para “conversas de paz”, ao denunciar enviesamento. Contudo, declarou prontidão em cooperar com o novo presidente Joe Biden sobre a questão.

As negociações entre Israel e Palestina foram interrompidas em abril de 2014, quando Tel Aviv recusou-se a cumprir sua parte do acordo, como a libertação de prisioneiros palestinos, fim da expansão colonial e reconhecimento do estado palestino sob as fronteiras de 1967.

LEIA: Quarteto do Oriente Médio discute retomar ‘negociações substanciais’

Categorias
Ásia & AméricasChinaIsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments