Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Mais de 282.000 deslocados voltam para casa na Síria após o cessar-fogo de Idlib

Sírios vistos durante um inverno rigoroso em Idlib, Síria, em 17 de fevereiro de 2021. [Muhammed Said/Anadolu Agency]
Sírios vistos durante um inverno rigoroso em Idlib, Síria, em 17 de fevereiro de 2021. [Muhammed Said/Anadolu Agency]

Devido à relativa calma em Idlib desde 5 de março de 2020, mais de 282 mil sírios deslocados voltaram para suas casas na área, informou a Anadolu Agency na sexta-feira.

Em 5 de março de 2020, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, e o presidente russo, Vladimir Putin, chegaram a um cessar-fogo em Idlib que entrou em vigor em 6 de março de 2020.

O diretor da equipe de Coordenadores de Resposta no Norte da Síria, Muhammad Hallaj, disse que os civis começaram a voltar imediatamente para casa após o cessar-fogo.

Em declarações à Anadolu, Hallaj confirmou: “Cerca de 282.544 civis voltaram para suas casas nas zonas rurais de Aleppo e Idlib após o cessar-fogo”.

Ele enfatizou que os repatriados precisam urgentemente de assistência humanitária.

LEIA: A maioria dos refugiados sírios sofre de estresse pós-traumático, diz organização

Além disso, ele explicou que o material bélico não detonado deixado pelas forças do regime sírio é uma das ameaças mais perigosas que os repatriados enfrentam.

A Anadolu informou que não há um número preciso para os deslocados de Idlib e Aleppo, no entanto Hallaj espera que mais refugiados voltem para suas casas se o cessar-fogo continuar.

Os repatriados elogiaram a Turquia por seus esforços para chegar ao cessar-fogo. “Além do cessar-fogo, a existência de soldados turcos na área contribuiu para acalmar a área e interromper os ataques aéreos”, disse Naheda Hindawi, que recentemente voltou para sua casa no interior de Idlib, à Anadolu.

Hindawi disse que fugiu de sua casa devido aos extensos ataques do regime sírio em sua cidade natal.

Desde 2011, milhões de refugiados sírios foram deslocados e centenas de milhares foram mortos depois que o regime sírio reprimiu violentamente os manifestantes pacíficos que apelaram ao presidente sírio, Bashar Al-Assad, a renunciar.

 

Categorias
NotíciaOriente MédioSíria
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments