Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Arábia Saudita lança campanha de difamação contra a Irmandade Muçulmana

Membros do grupo Irmandade Muçulmana da Jordânia lideram uma manifestação de cerca de 600 pessoas na capital jordaniana, Amã, em 09 de fevereiro de 2004. [AFP via Getty Images]
Membros do grupo Irmandade Muçulmana da Jordânia lideram uma manifestação de cerca de 600 pessoas na capital jordaniana, Amã, em 09 de fevereiro de 2004. [AFP via Getty Images]

O Ministério Saudita de Assuntos Islâmicos, Doação, Vocação e Orientação lançou uma nova campanha de difamação em cooperação com o Ministério da Educação visando a Irmandade Muçulmana, informou o New Khaleej na segunda-feira.

De acordo com a mídia local, a campanha “destaca o perigo da Irmandade Muçulmana para a religião e o país, visando o tecido social e desestabilizando a segurança”.

A campanha consiste em palestras e discursos públicos por meio de mídia eletrônica e tem como meta atingir cerca de cinco milhões de alunos.

A mídia saudita citou o vice-ministro de Assuntos Islâmicos, Awwad Al-Anzi, que disse que o reino está trabalhando para proteger a sociedade de ideologias errantes.

LEIA: Facebook deleta página islâmica por apelos a boicote contra Israel

A campanha, que está sendo supervisionada pelo ministro Abdul-Latif al-Sheikh, deve durar um mês em cooperação com o Ministério da Educação e o Departamento de Segurança do Estado.

No ano passado, o Comitê Saudita de Estudiosos Religiosos Seniores descreveu a Irmandade Muçulmana como um grupo “terrorista” que “não representa o verdadeiro Islã, mas usa a religião para espalhar sua ideologia”.

Em março de 2014, a Arábia Saudita colocou na lista negra a Irmandade Muçulmana, que não tem um corpo organizacional real dentro do reino.

Categorias
Arábia SauditaNotíciaOriente Médio
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments