Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Oito menores infratores podem ter pena de morte na Arábia Saudita

Sentença de morte [Foto de arquivo]
Sentença de morte [Foto de arquivo]

A Human Rights Watch (HRW) anunciou na quarta-feira que os promotores sauditas estão prevendo a pena de morte contra oito homens sauditas acusados ​​de crimes relacionados ao protesto, alguns dos quais eles teriam cometido quando crianças.

A organização de direitos humanos confirmou que obteve e analisou as folhas de acusação de dois julgamentos em grupo que incluíram os oito homens em 2019, explicando que alguns dos crimes listados foram supostamente cometidos enquanto os homens tinham entre 14 e 17 anos.” Um dos homens, agora com 18 anos, é acusado por um crime não violento que supostamente cometeu aos nove.

Todos os homens são da província oriental da Arábia Saudita, onde reside a maior parte da minoria xiita do país. Eles  “ estão em prisão preventiva de até dois anos”, acrescentou HRW.

O vice-diretor da Human Rights Watch no Oriente Médio , Michael Page, disse que “se a Arábia Saudita leva a sério a reforma de seu sistema de justiça criminal, ela deve começar proibindo a pena de morte em todos os casos contra supostos infratores menores”.

O direito internacional, incluindo a Convenção sobre os Direitos da Criança, da qual a Arábia Saudita é um Estado Parte, proíbe a pena de morte para crimes cometidos por crianças.

Até 11h20 GMT, as autoridades sauditas não haviam comentado o relatório da HRW.

LEIA: Saleh e os corruptos, a história não acabou, a história começou agora!

Categorias
HRWNotíciaOrganizações InternacionaisOriente Médio
Show Comments
Show Comments