Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

ACNUR alerta para risco de morte de milhares de migrantes na Líbia

Migrantes irregulares resgatados pela na Guarda Costeira da Líbia, depois que seu barco afundou na cidade de Al-Khoms, na Líbia, a 8 km da costa em 25 de julho de 2019. [Hazem Turkia - Anadolu Agency]
Migrantes irregulares resgatados pela na Guarda Costeira da Líbia, depois que seu barco afundou na cidade de Al-Khoms, na Líbia, a 8 km da costa em 25 de julho de 2019. [Hazem Turkia - Anadolu Agency]

O Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) expressou sua preocupação com a piora das condições e as ameaças de morte enfrentadas por milhares de migrantes ilegais na Líbia.

Em seu site, o ACNUR declarou que a guarda costeira devolveu 72 migrantes ao porto de Trípoli para distribuição em abrigos na capital, observando que, além dos detidos em campos de tráfico, mais de 2.000 refugiados e migrantes estão retidos em centros não oficiais e sem autorização ou supervisão legal.

O ACNUR expressou suas profundas condolências pela morte de um jovem requerente de asilo da Eritreia em Trípoli, pedindo mais ações contra contrabandistas e traficantes que estão causando sofrimento inimaginável a refugiados, requerentes de asilo e migrantes na Líbia.

A comissão congratulou-se com as recentes medidas adotadas pelas autoridades líbias contra grupos armados e traficantes, incluindo o ataque a uma quadrilha de contrabandistas  e o congelamento de seus ativos, e pediu à comunidade internacional que forneça mais apoio às autoridades na luta contra as redes de tráfico de pessoas.

Cerca de 49.000 refugiados que residem na Líbia estão enfrentando violência e abusos, segundo o Alto Comissário.

LEIA: ONU demonstra preocupação sobre eventual intervenção militar do Egito na Líbia

Categorias
ÁfricaLíbiaNotíciaONUOrganizações Internacionais
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments