Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Cem mil pessoas sofreram deslocamento no Iêmen devido a guerra e covid-19, em 2020

Assistência alimentar enviada pelo Programa Alimentar Mundial (PAM) das Nações Unidas é distribuída a pessoas carentes diante da pandemia de coronavírus, em Sanaa, capital do Iêmen, 3 de junho de 2020 [Mohammed Hamoud/Agência Anadolu]
Assistência alimentar enviada pelo Programa Alimentar Mundial (PAM) das Nações Unidas é distribuída a pessoas carentes diante da pandemia de coronavírus, em Sanaa, capital do Iêmen, 3 de junho de 2020 [Mohammed Hamoud/Agência Anadolu]

Cerca de 100.000 pessoas sofreram deslocamento no Iêmen assolado pela guerra desde o início de 2020, devido aos combates intensos e à pandemia do novo coronavírus, anunciou no domingo (28) a Organização Internacional de Migração (OIM), agência das Nações Unidas.

Em relatório, afirmou a entidade: “[No total] 16.601 famílias – 99.606 pessoas – sofreram deslocamento ao menos uma vez desde 1° de janeiros até 27 de junho.”

“Deslocamento de 191 famílias foi registrado apenas na última semana, incluindo 80 famílias na província em Lahij (sul do Iêmen), 65 famílias em Marib (leste) e 46 famílias em Taiz (sudoeste)”, prosseguiu o relatório.

LEIA: União Europeia mostra ‘preocupação’ com número de crianças vítimas da guerra no Iêmen

A OIM reiterou: “As razões para o deslocamento se multiplicaram; 112 famílias da província de Aden (sul) deixaram suas casas devido ao surto de coronavírus; 54 famílias da província de Al-Bayda (centro) e 49 famílias da província de Al Hudaydah (oeste) fugiram dos combates.”

Até a noite de domingo, o Iêmen havia registrado 1.118 casos de coronavírus e 302 mortes. Estes índices não incluem baixas nas áreas controladas pelos houthis, pois o grupo rebelde não emitiu qualquer informação sobre tais registros.

A guerra no Iêmen levou o país à pior crise humanitária no mundo, segundo a ONU. Mais de dois terços da população

LEIA: ONU faz apelo para que doadores cumpram promessas de apoio ao Iêmen

Categorias
IêmenNotíciaOIMONUOrganizações InternacionaisOriente Médio
Show Comments
Show Comments