Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

ONU faz apelo para que doadores cumpram promessas de apoio ao Iêmen

Menino em campo de refugiados de Sanaa, Iêmen, 24 de novembro de 2019 [Mohammed Hamoud/Agência Anadolu]
Menino em campo de refugiados de Sanaa, Iêmen, 24 de novembro de 2019 [Mohammed Hamoud/Agência Anadolu]

Eri Kaneko, porta-voz associada para o Secretário-Geral da ONU António Guterres, fez um apelo na terça-feira (16) para que doadores internacionais cumpram promessas financeiras feitas para atenuar o sofrimento do povo no Iêmen. As informações são da agência Anadolu.

Kaneko alertou que a pandemia de coronavírus “destruiu completamente o Iêmen”.

A situação no Iêmen jamais foi tão perigosa; agora não é o momento para reduzir apoio internacional.

A oficial afirmou no início de junho que doadores internacionais haviam prometido um total de US$1.35 bilhões em ajuda humanitária ao Iêmen, aproximadamente metade do que a ONU recebeu em 2019. Entretanto, a maior parte deste valor não foi emitido.

Segundo Kaneko, os salários de 10.000 trabalhadores da saúde que combatem a pandemia nas linhas de frente, já estão congelados, o que implica em risco de vida sem qualquer contrapartida. Muitos trabalhadores de saúde, reiterou Kaneko, não possuem sequer acesso a equipamentos de proteção adequados.

“Até o fim de junho, organizações humanitárias terão de cortar serviços que fornecem água limpa a quase 6 milhões de pessoas – quase metade, crianças. Muitos programas ainda estão sob grave risco, incluindo serviços de saúde e nutrição”, concluiu.

LEIA: Coalizão liderada pela Arábia Saudita é removida da lista negativa da ONU

Categorias
CoronavírusIêmenNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments