Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Erdogan diz que Macron e Merkel propõem cúpula de quatro partes sobre a Síria em Istambul

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, se encontra com a chanceler alemã Angela Merkel na Conferência de Berlim, Alemanha, sobre a paz na Líbia. Em 19 de janeiro de 2020. [Presidência turca/Murat Cetinmuhurdar /Agência Anadolu]

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, anunciou uma proposta do presidente francês, Emmanuel Macron, e da chanceler alemã, Angela Merkel, para organizar uma cúpula de quatro partes (turca, russa, alemã e francêsa) sobre a Síria em Istambul, no dia 5 de março.

As declarações foram dadas aos repórteres depois de realizar as orações de sexta-feira (21) em Istambul.

“Macron e Merkel sugeriram a organização de uma cúpula em Istambul em 5 de março”, confirmou Erdogan.

O presidente turco indicou que seu colega russo, Vladimir Putin, ainda não respondeu à proposta da cúpula.

Ele ressaltou que Merkel e Macron pediram a Putin para implementar um estrito cessar-fogo em Idlib, acrescentando: “Não sei dizer se a resposta esperada de Moscou tenha sido recebida até agora”.

Erdogan confirmou que ligará para Putin às 18h desta noite para discutir todos os desenvolvimentos em Idlib, noroeste da Síria.

Ele revelou a neutralização de cerca de 150 membros das forças do regime sírio, de acordo com as últimas informações recebidas.

Erdogan também anunciou a destruição de 12 tanques, três veículos blindados, 14 canhões e dois veículos carregados com metralhadoras Doshka em Idlib.

Com relação à participação da Líbia, Erdogan esclareceu que o oficial de campo aposentado, Khalifa Haftar: “Não pode fazer parte de nenhuma discussão conosco. Ele é um mercenário e seu status é ilegítimo e ilegal.

Categorias
AlemanhaEuropa & RússiaFrançaNotíciaOriente MédioSíriaTurquia
Show Comments
Show Comments