Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

AP diz que palestinos impedirão Israel de invadir a ‘Área A’

Primeiro-ministro palestino Mohammed Shtayyeh fala à imprensa em Ramallah, Cisjordânia. Em 30 de julho de 2019 [Issam Rimawi/Agência Anadolu]

O primeiro-ministro da Autoridade Palestina (AP) Mohammed Shtayyeh afirmou que as forças palestinas impedirão o exército israelense de invadir a “Área A” da Cisjordânia ocupada.

Shtayyeh fez a declaração durante uma entrevista ao Al-Quds, com trechos publicados e reportados pelo Jerusalem Post.

“Nós não faremos isso através da violência, mas com nossos corpos. Israel invade as áreas da Autoridade Palestina, e os acordos assinados não permitem essas incursões. Vamos quebrar esse fato consumado.

Sob os Acordos de Oslo, a AP tem autonomia civil e de segurança na Área A da Cisjordânia, embora as forças de ocupação israelense entrem no território à vontade regularmente.

De acordo com o Jerusalem Post, “Shtayyeh não disse que as forças de segurança da AP seriam envolvidas [contra a forças de ocupação israelense]”, mas “sua declaração é vista como um chamado aos civis palestinos para ir às ruas e confrontar … tropas quando entrarem. Área A. ”

Enquanto isso, acrescentou o jornal, duas altas autoridades do Fatah instaram os palestinos a buscar “resistência popular”, uma vez que as circunstâncias atuais não são favoráveis à “luta armada”.

Falando no sábado em uma conferência sobre resistência popular em Al-Bireh, Mahmoud Aloul, vice-presidente da Fatah, disse aos delegados: “Enquanto a ocupação existir, deve haver resistência. Todas as pessoas que vivem sob ocupação têm o direito de lançar todas as formas de resistência. ”

“Nas circunstâncias atuais, no entanto, a resistência popular é o meio mais eficaz para reunir o apoio mundial aos palestinos”, acrescentou.

Aloul convocou a conferência do Fatah a endossar um plano para “ativar a resistência popular para que a ocupação se torne mais custosa”.

Jamal Muheissen, membro do Comitê Central da Fatah, disse na conferência: “Precisamos tomar a iniciativa. Precisamos impedir que os colonos circulem pelas estradas, mas sem usar balas. Existem várias maneiras de impedi-los de circular livremente em nossas terras ocupadas. ”

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestine
Show Comments
Show Comments